Vamos começar definindo rapidamente o que um filme distópico constitui: enquanto a utopia é, geralmente, um lugar ou estado imaginado onde tudo é perfeito, a distopia refere-se a um estado ou lugar onde tudo deu muito errado. Muito mesmo.

Os filmes que contam uma história distópica são quase sempre do gênero de ficção científica e, geralmente, são sobre sociedades totalitárias ou degradadas ambientalmente ou socialmente.

Portanto, nesta lista vamos além de Jogos Vorazes e Divergente. Vamos falar dos X maiores filmes distópicos de todos os tempos.

1984

Vamos começar com talvez o mais famoso título de ficção totalitária distópica: 1984. Baseado no romance de George Orwell, que originou a expressão “Big Brother”,

Na verdade, essa é segunda adaptação para a tela. Lançado em, adivinhem, 1984, enquanto a primeira adaptação é do ano de 1956.

Estrelado por John Hurt e Richard Burton, o filme é ambientado em Londres em 1984, capital do território da Airstrip One (antiga Grã-Bretanha), que em si faz parte do maior estado totalitário da Oceania.

O filme conta a história de Winston Smith (Hurt), que é um burocrata que trabalha para o Ministério da Verdade, onde seu trabalho é reescrever a história de acordo com a visão Partido e seu onipresente líder Big Brother.

Embora o pensamento livre seja proibido e todos estejam sob constante vigilância, Winston mantém um diário de seus pensamentos particulares.

Pior ainda é o fato dele iniciar um relacionamento Julia (Suzanna Hamilton), outra trabalhadora do Ministério da Verdade. O problema é que isso também é proibido pelo Partido.

O relacionamento dura por alguns meses, mas acaba de repente quando são pegos pela Polícia do Pensamento e Winston é levado ao Ministério do Amor para interrogatório e reabilitação por seu antigo amigo O’Brien (Burton), que o leva a temido Sala 101, onde as pessoas são torturadas ao serem confrontadas com seus piores medos secretos.

Batalha Real (Battle Royale)

Essa história vai soar um tanto conhecida para aqueles que não assistiram.

Adaptado do romance homônimo de Koushun Takami, Battle Royale é uma comédia de ação futurista japonesa com uma saudável dose de humor negro, ambientada em uma sociedade enlouquecida.

O filme se passa em um Japão fictícia (conhecida como República da Grande Ásia Oriental) à beira do caos, com alta taxa de desemprego, fazendo com que a juventude japonesa se torne cada vez mais rebelde e delinquente.

Para controlar a situação, o governo toma medidas drásticas e cria um jogo televisionado nacionalmente no qual classes aleatórias de ensino médio são selecionadas em sua totalidade e enviadas a uma ilha remota para caçarem umas às outras até que apenas uma permaneça de pé.

As crianças entram na batalha equipadas com colares explosivos que as decapitam se deixarem a área de jogo designada e um contador na tela que registra quantos os estudantes ainda estão vivos (soa familiar?).

Os 12 Macacos

Poucos sabem sobre isso, mas Os 12 Macacos foi inspirado num curta metragem bastante elogiado, La Jetée de Chris Marker.

Os 12 Macacos é dirigido por Terry Gilliam e estrelado por Bruce Willis, Madeleine Stowe e Brad Pitt e faz parte da trilogia distópica de Gilliam, iniciada pelo filme Brazil e concluída com O Teorema Zero.

O filme conta a história de uma sociedade onde uma praga eliminou a maior parte da população da Terra e, aqueles que ainda estão vivos, são forçados a viver em cavernas subterrâneas, já que o ar exterior é venenoso.

Neste mundo, James Cole (Willis) é um criminoso condenado, que tem a chance de ser perdoado se ele concordar em realizar uma missão perigosa, viajando de volta no tempo para obter uma amostra do vírus e descobrir mais sobre uma organização terrorista chamada O Exército dos 12 Macacos, que estava envolvido com o surto do vírus.

Ele é erroneamente enviado de volta para 1990, onde ele acaba em uma enfermaria psiquiátrica e conhece o Dr. Railly (Stowe) e o filho louco de um virologista chamado Jeffrey Goines (Brad Pitt).

Após ser trazido de volta para 2035, ele é mandado de novo, primeiro chegando na Primeira Guerra Mundial, antes de finalmente chegar a 1996, ano em que ele sempre teve a intenção de terminar e onde ele terá descoberto se Goines e sua organização estão por trás da epidemia.

Os 12 Macacos é um filme de ficção científica divertido e intrigante. O filme recebeu duas indicações ao Oscar, incluindo uma para Brad Pitt como Melhor Ator Coadjuvante.

Gattaca – Experiência Genética

Gattaca, título composto pelas primeiras letras de guanina, adenina, timina e citosina, que compõem o DNA, é um drama de ficção científica de 1997.

Situado em uma sociedade futura distópica, onde a vida é determinada pela genética, em vez de sua educação ou talentos. O mundo tem sido dividido entre os que têm condições de arcar com a manipulação genética de seus filhos e os que não têm.

Vincent (Ethan Hawke) foi concebido de modo natural e, portanto, excluído do programa espacial Gattaca, seu maior sonho na vida.

Porém, ele consegue a ajuda de um corretor de DNA alemão (Tony Shalhoub) que arranja um acordo com Jerome (Jude Law), que foi parcialmente paralisado em um acidente e vende a Vincent várias de suas amostras de DNA para forjar sua identidade genética.

Ao fazê-lo, Vincent entra no programa espacial e tudo corre conforme o planejado até que uma semana antes de sua partida em um espaço, um diretor de missão é assassinado, causando uma ampla busca pelo assassino entre todos os envolvidos no programa.

Blade Runner – O Caçador de Andróides

Baseado no romance Andróides Sonham com Carneiros Elétricos? de Philip K. Dick, Blade Runner é um filme de ficção científica distópico neo noir e, possivelmente, um dos maiores filmes de ficção científica.

O filme se passa no ano de 2019 em uma Los Angeles distópica repleta de letreiros gigantes de neon e veículos voadores. Rick Deckard (Harrison Ford) é um Blade Runner aposentado, detetives especializados em caçar e eliminar replicantes rebeldes, andróides realistas com vida útil limitada, projetados pela Corporação Tyrell para assumir empregos que os humanos de rejeitam.

Deckard é chamado de volta para a sede da polícia e colocado de volta à ativa por seu ex-chefe (M. Emmett Walsh) quando alguns replicantes, liderados por Roy Batty (Rutger Hauer), escaparam para a Terra em busca de uma expectativa de vida estendida.

Enquanto Deckard investiga e visita a sede da Tyrell para obter uma melhor compreensão dos modelos mais recentes, ele conhece Rachael (Sean Young), uma mulher inconsciente do fato de que ela não é humana, e se apaixona por ela. Enquanto isso, Roy Batty e seus colegas replicantes tentam obter acesso à corporação Tyrell também, já que querem que seu projetista de alguma forma desfaça o limite de tempo colocado em sua existência.

Filmes distópicos sempre mexeram com a cabeça de todos os fãs de ficção científica. Algumas histórias são bem assustadoras e algumas muito próximas de acontecer. E você, o que acha da nossa seleção? Faltou algum filme? Conta pra gente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *