Cerveja, cerva, breja, chope, gelada, suco de cevada… não importa como você chama essa amada bebida. Sua preferência nos bares, pubs, boates e festas é quase unânime. Afinal, não tem coisa melhor do que sair de um longo dia de trabalho, ir a um bar ou boteco e tomar aquela cerveja gelada com os amigos. E com o recente boom das cervejas artesanais, o assunto ficou mais complexo e. É por isso que no post de hoje decidimos trazer alguns dos tipos de cerveja mais consumidos.

Por muitas décadas no Brasil fomos fiéis bebdores de cervejas mais leves, seja em latas, garrafas ou vindo do barril (o chope). Nos últimos anos, receitas de cervejas mais sofisticadas e com paladar mais distintos se popularizaram.

Tipos de cerveja

Antes de falarmos sobre os tipos de cerveja, é importante deixar claro que há apenas duas famílias: Lager e Ale. Dentro dessas classificações, entram os subgêneros. A diferença entre as famílias se dá pela espécie da levedura e onde a fermentação ocorre  no tanque de fermentação. Quer conhecer quais são? Continue lendo e confira!

Família Lager

As cervejas Lager são produzidas em baixa temperatura, em torno de 10 graus, e são fermentadas no fundo do tanque. Por gerarem menos resíduos durante a fermentação, as lagers têm sabores dos seus ingredientes principais: malte e lúpulo. Veja abaixo alguns estilos de cervejas desse tipo:

Cerveja Pilsen

As pilsens são cervejas mais leves e claras. Aqui no Brasil, esse estilo é o mais popular, basta ir em qualquer bar aí na sua região para encontrá-las. Devido a sua leveza, as pilsens são ideais para tomar na praia, festivais de música ou em qualquer ocasião que pede uma bebida refrescante.

Cerveja Amber Lager

Se você quer uma cerveja um pouco mais amarga, com um toque caramelizado, essa é uma ótima pedida. Isso acontece porque o malte é levemente torrado, resultando nesse sabor especial. Pela cor você já consegue identificar a amber lager, pois ela é mais puxada para o cobre.

Cerveja Bock

Tipicamente alemã, as cervejas bocks são mais intensas, tanto na cor (marrom escuro) quanto na graduação alcoólica (entre 6% e 7%). Assim como a amber, seu sabor é um pouco adocicado. Então, se você está a fim de uma cervejinha mais forte para sair da rotina, aposte na bock e não vai se arrepender.

Família Ale

Ao contrário da lager, as cervejas do tipo ale são fermentadas no topo do tanque em temperatura mais alta, cerca de 20 graus. Para quem gosta de se aventurar na produção de cervejas artesanais, mas não tem muita paciência de esperar o processo de fermentação, essa é uma boa escolha: não leva mais que uma semana entre o preparo e a hora de beber. O sabor das Ale é um pouco mais complexo e frutado, ou seja, é ideal para quem curte uma degustação. Veja abaixo alguns estilos que fazem parte dessa família:

Cerveja Stout

As stouts são cervejas escuras, quase da cor do café. Aliás, não é só a cor, o gosto é bastante parecido. Esse estilo de cerveja nasceu na Irlanda, mas também é bastante consumida na Inglaterra. Por ser uma cerveja forte e encorpada, elas não são as mais aconselháveis para um dia quente em que você quer se refrescar. Talvez seja melhor você consumi-lá jogando um game, batendo um papo com os amigos ou quando estiver de bobeira em casa.

Cerveja Weiss

As cervejas de trigo, como a weiss, têm ganhado bastante popularidade no Brasil — vamos combinar: elas são saborosas pra caramba. Sua espuma é cremosa e podemos sentir notas de banana e cravo quando bebemos. Uma curiosidade é que a weiss não é filtrada em seu processo de fabricação, dando um aspecto turvo.

Cerveja IPA (India Pale Ale)

Apesar do nome, a IPA foi criada pelos ingleses. Eles tiveram a ideia de criar uma cerveja com mais álcool e lúpulo para aumentar o tempo de conservação e exportá-las para a Índia sem que houvesse problemas. Esse estilo é bastante marcado pelo seu intenso amargor — acredite, amigo, a cerveja é forte, mas é uma delícia.

Esses foram apenas alguns estilos dentro de ambos os tipos de cerveja que resolvemos trazer aqui para o blog, mas existem centenas. Mesmo não citando todas as harmonizações de bebidas e comidas, você pode acertar usando a seguinte regra: cerveja leve pede comidas leves e tipos de cerveja mais encorpados para comidas mais pesadas. Assim, você não erra quando for comprar a sua.

Este post foi útil? Então, compartilha com seus amigos para que eles fiquem por dentro dos diferentes tipos e estilos de cervejas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *